Inspiração

Você precisa aprender que o seu ego é um pálido ponto azul

19 de julho de 2016
palido-ponto-azul-ego-um-cafe-pra-dois

No último texto, falamos um pouco sobre o individualismo que o brasileiro tem fomentado. Por isso, hoje quero fazer você pensar um pouco além. Aliás, tão além que vamos passar de Saturno e olharmos para trás… em direção de casa. Não, eu não usei drogas alucinógenas, você já vai entender (e não vai se arrepender de ler até o fim do texto).

Você já parou para pensar quem é você? Pode parecer papo de livro de autoajuda, mas é a mais pura verdade. Vivemos um ritmo alucinado nas grandes cidades, tudo é para ontem e, algumas vezes, nem sabemos qual o nosso propósito. Acordamos, trabalhamos, voltamos para casa, dormimos e seguimos o mesmo ciclo no dia seguinte. Quando paramos para pensar, a vida fica até angustiante.

Agora pare de pensar em você e vamos pensar no próximo. Quem é seu chefe? Seu vizinho? O cara mais rico do seu bairro? Nas palavras do astrofísico Carl Sagan, todos são “uma fina película de vida num obscuro e solitário torrão de rocha e metal”, ainda nas palavras do sr. Sagan, “na escala dos mundos, humanos são irrelevantes”.

Aliás, é neste cara que quero focar o texto de hoje. Carl Sagan não era só um cientista (ele também era astrobiólogo, escritor, vencedor de um Prêmio Pulitzer e tantas outras coisas), mas não é só isso… Carl Sagan sabia dos paranauês quando o assunto era viver em sociedade. Dentre tantos textos e pesquisas, talvez o “Pálido Ponto Azul” seja a reflexão que mais precisamos para os dias atuais.

Antes de continuar o texto, preciso que você escute “Pálido Ponto Azul” (eu sei que você teria preguiça de ler, então aqui está uma narração do texto, na voz do dublador Guilherme Briggs).

Emocionante, não? Em resumo, iniciamos guerras, disputamos cargos em empresas, brigamos por causas de política, mas não somos nada. Ao invés de aproveitarmos a vida, gastamos energia com detalhes que o Universo sequer está ligando. Na escala dos mundos, nossas angústias são a pata traseira da formiga do seu jardim.

Mas, meus amigos, ao mesmo tempo que você é nada, você é tudo. Você é tudo para a sua namorada, para o seu filho, para a sua mãe, para o seu cachorro, não importa, com certeza você é tudo para alguém. Então, a próxima vez que for abraçar a bandeira de algum conflito, pense duas vezes se vale a pena. Aproveite todos os dias e não gaste tempo com coisas que vão mudar 0,00001% da sua vida.

E levando estes conselhos para a vida profissional, não tropece no ego ou na briga de micro poderes. Já vi muitos gestores desencadearem confusões por causa de disputa de egos. Se você é um gestor, não faça isso.

Saiba que o seu ego é bem parecido com a Terra. De perto, ele é gigante, mas para o mundo, ele é “apenas um ponto de luz, um ‘pixel’ solitário”. Em resumo, o que quero que você reflita é o modo como vive diariamente e, não esqueça, você não é melhor do que ninguém e ninguém é melhor do que você.

Comments

comments

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply

Receba conteúdo exclusivo via e-mail

Olá! Que bom te ver por aqui :)
Para não perder os próximos posts do Um Café Pra Dois e ainda receber conteúdo exclusivo em seu e-mail, assine agora a nossa newsletter.
Email address
Fique tranquilo, nós nunca te enviaremos spam :)