Relacionamento

Brigas existem, você só precisa saber como vai tratá-las

2 de março de 2017
briga-conflito-relacionamento-namoro-um-cafe-pra-dois

Quando as pessoas olham para o nosso relacionamento, logo pensam que vivemos um namoro de unicórnios e arco-íris, onde não há brigas, discussões ou qualquer indisposição. Meu amigo, isso é porque você nunca viu a Lua em Áries misturado com uma boa TPM. É claro que existem brigas (namoramos e trabalhamos juntos), só que tratamos elas de forma diferente.

Já passei por outros relacionamentos e a Andressa conhece todo o meu histórico. Uma força cósmica e onipresente olhou para mim e falou “Victor, você vai passar por essas loucuras, porque depois vai ficar com a Andressa”. Não por ela, mas por mim. Talvez fosse muito imaturo hoje, se não tivesse passado pelas experiências que passei. Mas isso é história para outro momento, hoje estou aqui para falar de brigas, conflitos.

Quem me conhece pessoalmente, particularmente e/ou profissionalmente, sabe que sou um cara tranquilo. Muito analítico (algumas vezes até demais) e nem um pouco impulsivo. A Andressa não é impulsiva, mas, com certeza, é mais brava. Pelo menos ela sabe expor melhor a “braveza” interna. É essa balança, esse equilíbrio que não torna as coisas explosivas.

Veja bem, não sou nenhum psicólogo e nem terapeuta de casais, só estou compartilhando meus aprendizados. Também não estou caindo no quesito “respeito”. O respeito é um dos princípios do relacionamento. Se você não tem isso, pode desistir de tentar resolver todo o resto. Nunca e, veja bem, eu disse NUNCA, na pior das nossas brigas, nós trocamos ofensas. Claro que um putaquepari* involuntário pode sair, mas nunca ofendemos diretamente um ao outro.

Outra coisa, dinheiro esquenta os ânimos no relacionamento. No nosso caso, não é diretamente. Andressa não briga comigo porque quer comprar um iPad novo ou porque comprei um game novo. Mas se ficamos sem dinheiro, as contas aparecem e o humor vai embora. Logo, a paciência fica mais curta. Aliás, o conselho que mais escutamos dos “experientes” é: “se casar sem dinheiro, as brigas vão aparecer”. Ah, se ganhasse um real para cada vez que ouvisse este conselho.

Meu amigo, você não imagina o tamanho da merda que a Andressa e eu já passamos. Já quebramos e voltamos umas 3x e continuamos aqui. O segredo está na cumplicidade. Em ser sincero um com outro. Se temos que passar um mês sem nenhuma regalia, #PartiuEconomia. Se podemos esbanjar, #PartiuRestaurantePreferido. Só que as regras precisam estar bem claras para ambos. Não adianta um economizar e o outro gastar R$ 300 em besteiras.

Por fim, o último conselho que posso emprestar (ultimamente não estou dando nem abraços) é… saiba fechar a boca. Mesmo que tenha razão, durante uma discussão, não adianta ser o último a falar. Normalmente é sempre assim, você está brigando e quer ser o último a falar. Não adianta, com a cabeça quente, isso só ajuda a complicar a briga. Brigas existem e saber como lidar com elas é tão importante quanto saber quais brigas realmente merecem ser compradas. Mesmo não podendo evitar 100% dos conflitos, pensar duas vezes antes de entrar em um já poupa esforço, paciência e tempo

Se você tem razão, espere a coisa acalmar e mostre o seu ponto de vista ou simplesmente deixe pra lá, pois 99% das brigas é por besteira e você vai passar o resto da vida ao lado daquela pessoa.

Comments

comments

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply

Receba conteúdo exclusivo via e-mail

Olá! Que bom te ver por aqui :)
Para não perder os próximos posts do Um Café Pra Dois e ainda receber conteúdo exclusivo em seu e-mail, assine agora a nossa newsletter.
Email address
Fique tranquilo, nós nunca te enviaremos spam :)