Por aí

Rota da Uva de Jundiaí: bebidas artesanais, comida boa e história!

25 de outubro de 2018
Foto: Victor Vasques / Citrus Content Lab

No último fim de semana, embarcamos em uma aventura pela Rota da Uva, em Jundiaí – SP. Nós amamos vinho, mas conhecíamos muito pouco sobre o vinho artesanal e mal sabíamos que aqui pertinho da gente existia algo como esse percurso.

A Rota da Uva é um circuito turístico e gastronômico localizado em Jundiaí, que iniciou sua história com a chegada dos imigrantes italianos ao Brasil, há mais de 360 anos. Desde então, a cultura, a culinária e as bebidas características da Itália conquistaram raízes na cidade paulistana e reconstruíram suas tradições por meio do caminho, que concentra extensa parte da produção de uvas e vinhos da região.

Administrado pela associação homônima, a Rota da Uva visa muito mais do que só mostrar paisagens e delícias tradicionais produzidas pelos descendentes de italianos e portugueses. O percurso também visa valorizar a agricultura familiar e tradicional, que com os anos tem perdido espaço para loteamentos de luxo.

A uva Niágara, que é um dos tipos de uva mais vendidos no Brasil e produzido lá em Jundiaí, foi uma grata surpresa durante a viagem! O espumante artesanal Niágara é uma delícia, você sente muito o sabor da uva e até nós que não somos muito fãs de vinho doce ou suave, amamos!

Mas não só de vinho vive a Rota da Uva. Durante nosso fim de semana, degustamos cervejas artesanais, gin e até cachaças mundialmente premiadas – além, claro, da comida! Se você gosta desse mundo artesanal e está procurando uma opção de turismo pertinho da capital paulistana, a Rota da Uva de Jundiaí é uma ótima opção!

Foto: Victor Vasques / Citrus Content Lab

Foto: Victor Vasques / Citrus Content Lab

E, além de ser um programa que agrada muito nosso paladar, também agrada os olhos. As paisagens são todas muito lindas, desde o trajeto da rota (que é feito em um simpático ônibus dos anos 70) até dentro das fazendas: as plantações de uva são muito lindas e todo cenário envolta delas também. A Rota da Uva completa conta com 9 adegas, 8 restaurantes e 7 lojas especiais – em um dia, são feitas paradas em 5 dos 24 pontos.

Para saber mais detalhes sobre a Rota da Uva, clique aqui.

Aqui estão alguns dos nossos locais favoritos:

Adega Martins

Nossa primeira parada do dia foi a Adega Martins, onde fomos recebidos por Amarildo e sua família, que começou a fabricar vinho há 50 anos. Essa é uma das menores adegas da rota e foi onde aprendemos muito sobre o processo de produção artesanal do vinho. Já de início, percebemos como esse processo é complexo e requer muita dedicação e carinho.

Foto: Victor Vasques / Citrus Content Lab

Foto: Victor Vasques / Citrus Content Lab

Beraldo di Cale

Em um espaço cercado de natureza e um rio que corre à frente, a adega e restaurante une a gastronomia com os vinhos produzidos na casa. Além dessas bebidas, há também a Mexeriquinha, preparada com cachaça de Alambique curtida na casca da mexerica e o espumante da uva Niágara, que é a uva tradicional de Jundiaí. Nossa dica especial: reserve um espaço na mala para levar o espumante da uva Niágara e a Mexeriquinha, eles são ma-ra-vi-lho-sos!

Na entrada, provamos a muçarela curada no vinho tinto e a polenta com parmesão; e o prato principal foi Talharó, um tralharim com ragu de linguiça com crisp de alho poró muito muito muito gostoso e leve.

Sem dúvidas, a adega e restaurante Beraldo di Cale é parada obrigatória da Rota da Uva!

Limpeza das leveduras do espumante.

Limpeza das leveduras do espumante | Foto: Victor Vasques / Citrus Content Lab

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Villa Brunholi

Complexo turístico e gastronômico composto por museu do vinho, restaurante, adega e mini fazenda. Além da gastronomia com origem italiana, o Villa Brunholi conta com café da manhã colonial com mais de 80 itens, museu com a tradição e história dos primeiros imigrantes italianos da região e rodizio de massa artesanal. O local produz seu vinho tradicional na cidade, e vem ganhando destaque com a caipirinha pronta Brunholi e cachaça premium, conquistando medalha de ouro na 16ª edição do Concurso Mundial de Bruxelas.

Esse é também um dos lugares onde vale fazer umas comprinhas! De lá, trouxemos o Gin artesanal Decret 89, que tem apenas 80 garrafas produzidas mensalmente; e a Caipirinha pronta, que também é artesanal, maravilhosa e conta com apenas os ingredientes básicos de uma caipirinha tradicional: cachaça, suco concentrado de limão e açúcar, sem qualquer corante ou aromatizante.

Foto: Victor Vasques / Citrus Content Lab

Foto: Victor Vasques / Citrus Content Lab

Adega do Português

Única família portuguesa na Rota da Uva, a adega foi fundada em 1972, com os portugueses José Coelho Capitão e Fernanda Maria Moniz, que trouxeram da Ilha da Madeira a esperança nas novas terras e a paixão pelo vinho. Cultivando a uva Niágara a Adega do Português junta a tradição com visões atuais. A proprietária, Angela Coelho Moniz, é psicóloga com mestrado e doutorado em Patologia Experimental e Comparada pela Universidade de São Paulo, formação que reflete na produção agrícola da propriedade. Como? Os exemplos são diversos, mas dois deles se destacam: a ausência de agrotóxicos e a equipe composta só de mulheres.

A questão do agrotóxico é resultado das pesquisas feitas pela dra. Angela e que refletem na Angela produtora de uvas. O controle de praga da plantação é feita por roseiras, que, segundo a proprietária, são mais “apetitosas” para a praga e evitam que atinjam as uvas. Moniz também nos contou que, na Adega Português, não existe espaço para agrotóxicos, por isso, ela espera em breve produzir vinhos 100% orgânicos.

Atualmente a propriedade oferece degustação de vinhos e de licores, com destaque para o licor de vinho, que é receita da família. Nossas dicas de compras são o cooler de vinho branco com pêssego e o licor de vinho português. Sem brincadeira, dá vontade de ir para Jundiaí só para fazer um estoque para o ano inteiro dessas duas bebidas maravilhosas!

Open Tap

Uma das coisas mais legais da Rota da Uva, no quesito inovação. O Open Tap é um lugar onde você escolhe seu chopp artesanal e se serve sozinho, pagando apenas pela quantidade de bebida que colocar no seu copo. O controle é feito por meio de um cartão com tecnologia NFC, onde você pode inserir os créditos e usar o quanto quiser.

Gostamos muito desse sistema porque adoramos cerveja artesanal e achamos muito legal podermos experimentar vários tipos diferentes de cerveja, ao invés de dois ou três (o que acontece quando compramos a cerveja engarrafada, por exemplo). Hoje são 10 bicos de chopps e o local também conta com food trucks, se tornando uma ótima opção para ir com os amigos e a família.

Kiosque da Roseira

Ponto de parada obrigatório tem como destaque a coxinha de massa de mandioca e coxinha de queijo considerada patrimônio imaterial de Jundiaí. O Kiosque é bastante procurado, principalmente por ciclistas, que fazem do local um ponto de parada para um açaí ou para um suco de uva cremoso.

Casa da Fazenda

A casa traz tudo para o campo e para a fazenda, como por exemplo, barril, pratos, esculturas e outras peças de artesanato. Atualmente o piso superior abriga também a cachaçaria, com mais de 50 tipos de cachaças, desde as puras e envelhecidas até com frutas com coco, carambola, uva e etc.

Foto: Victor Vasques / Citrus Content Lab

Foto: Victor Vasques / Citrus Content Lab

Vendinha do Alto

Para quem adora comer, o restaurante é conhecido pelo carinho e cuidado. Tradicional no bairro da Colônia, a Vendinha do Alto possui história centenária, já que ela ficava no alto onde os imigrantes buscavam insumos para o dia-a-dia. A comida mais famosa do local é o torresmo.

Adega Maziero

A Adega Maziero é conhecida como o vinho do Papa, pois é dela que saiu o vinho servido nas últimas duas missas que ele celebrou no Brasil. Com o maior fluxo de turistas espontâneos em Jundiaí, o local trabalha com vinhos finos e espumantes e, em seu balcão, há três gerações da família atendendo os visitantes.

Vendramim

No local o vinho continua sendo feito pelas irmãs Sandra e Vera Vendramin após o falecimento do patriarca há três anos, dando continuidade a este legado. Tudo o que se produz no sítio é utilizado, leite de vacas, porco para as linguiças e as frutas, que são vendidas in natura ou transformadas em geleias para a venda na lojinha da propriedade. Para grupos, as irmãs podem atender com café da manhã, almoço ou jantar. Além disso, ainda há um pequeno museu de peças da família, que remetem a uma volta no tempo.

Foto: Victor Vasques / Citrus Content Lab

Foto: Victor Vasques / Citrus Content Lab

Por Falar em Uva

A barraca de Frutas Por Falar em Uva é gerida pelo Casal Fernando e Nilse, produtores no bairro da Toca de uvas, lichias, ponkans, colhidas no dia, sempre fresquinhas para os visitantes. O local tem seu charme na decoração e no atendimento caloroso típico do interior.

Outros pontos da Rota da Uva:
  • Casa Cereser
  • Adega Marquesim
  • Adega Fontebasso
  • Adega e Cervejaria Galvão
  • Cervejaria Bier Nards
  • Costa Maziero Pães Artesanais
  • Restaurante Spiandorello
  • Restaurante Taverna
  • Restaurante Italianão
  • Restaurante e Bar do Mingo
Hospedagem

Se você for de longe ou quiser um lugar para descansar à noite antes de voltar para casa ou para se aventurar pela rota por mais um dia, a Rota da Uva conta com uma parceria com os hotéis Adagio, Ibis e Quality.

Nós nos hospedamos no Adagio e somos só elogios. A decoração é muito bonita (lembra muito os Ibis Styles, também da Accor), e o quarto tem um cheirinho bem gostoso e uma cama confortável.

No quarto, você tem disponível para uso: TV a cabo, Wi-Fi Free, cofre eletrônico individual, ar-condicionado, frigobar e cozinha equipada com cooktop, depurador e micro-ondas. O hotel também conta com lavanderia auto service, com lavadora e secadora de roupas.

Foto: Victor Vasques / Citrus Content Lab

Foto: Victor Vasques / Citrus Content Lab

Foto: Victor Vasques / Citrus Content Lab

Foto: Victor Vasques / Citrus Content Lab

Para saber todos os detalhes sobre a Rota da Uva e agendar sua viagem, clique aqui.

Comments

comments

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply

Receba conteúdo exclusivo via e-mail

Olá! Que bom te ver por aqui :)
Para não perder os próximos posts do Um Café Pra Dois e ainda receber conteúdo exclusivo em seu e-mail, assine agora a nossa newsletter.
Email address
Fique tranquilo, nós nunca te enviaremos spam :)